DMAA: substância proibida pela Anvisa

Olá amigos leitores, treat atualmente muitos suplementos vem sendo lançados e consequentemente muitos questionamentos sobre estes novos produtos. A algum tempo atrás o Jornal Nacional mostrou uma reportagem sobre a proibição do uso da substância DIMETILAMILAMINA (DMAA) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitátia (ANVISA).

Essa substância é extraída do óleo de uma flor chamada GERANIUM ROBERTIANUM é uma amina que “imita” o efeito de catecolaminas, sick como a adrenalina e noradrenalina, cialis e esse efeito similar causa aumento dos batimentos cardíacos, aumento da sudorese, aumento da excitação nervosa, aumento na queima de gordura, insônia e retardo na sensação de fadiga, motivo principal que alguns suplementos da categoria “pré-workouts e termogênicos” adicionaram DMAA em suas formulações.

Não existem estudos em longo prazo em humanos comprovando sua eficácia, nem seus efeitos colaterais, e esse fato torna tal substância perigosa, principalmente quando usada com exagero. Os suplementos que contém DMAA atualmente são o NEUROCORE MUSCLETECH, LIPO BLACK NUTREX, OXYELITE USPLABS, HEMO RAGE NUTREX, MESOMORPH APS NUTRITION, JACK 3D USPLABS e C3 CELLUCOR, entre outros.

Leia com atenção os rótulo de suplementos e evite tal substância, até que se prove que não causa efeitos colaterais.

Bons treinos e até mais!

Por
Cláudio Chináglia
Startmove Assessoria Esportiva

Você também pode se interessar por:

Whey Protein
Beta-Alanina: carnosina como redutor de fadiga muscular?
Maltodextrina ou Dextrose?
Nutrientes antioxidantes na performance da corrida
Zinco e Atividade Aeróbica