Tipos de Pisada x Tipos de Tênis

Quando caminhamos ou corremos, ambulance o problema é basicamente a repetição do mesmo exercício por longos períodos, unhealthy o que exige um sistema eficiente de amortecimento para diminuir os danos causados pelo constante impacto nas articulações e que, click muitas vezes, podem se agravar pelas alterações na estrutura anatômica do pé.

A utilização de calçados apropriados ajuda no funcionamento normal do sistema natural de amortecedores. Além disso, uma avaliação do arco plantar e do tipo da pisada poderá contribuir ainda mais para absorver o impacto nas articulações, uma vez que já existem modelos de calçados adaptados às alterações estruturais do pé.

A caminhada e a corrida são as modalidades em que o calçado interfere diretamente na performance do praticante, um calçado inadequado pode ocasionar em sérios problemas.

Existem três tipos padrões de pés, quanto à formação do arco: pé chato (plano), arcado (côncavo) e normal:

com três tipos de pisadas: neutra, supinador (para fora), pronador (para dentro).

pé com pouco ou nenhum arco apresenta excesso de flexibilidade, geralmente com tipo de pisada para dentro, diferente do pé de arco excessivo, que tem baixa flexibilidade, absorve com menos eficiência os impactos com o solo e tem característica de atitude supinadora.

A indústria do calçado, através de investimentos em pesquisas com atletas corredores, vem desenvolvendo, principalmente na linha esportiva, alguns modelos de calçados com os mais diversos materiais e formas, visando aumentar o conforto, o desempenho, ao mesmo tempo reduzindo a possibilidade de lesões por sobrecarga ou atrito.

As novas construções dos tênis visam reduzir a eversão do pé e a rotação interna da tíbia durante o contato com o solo, porém seus reais benefícios ainda continuam controversos.

De forma geral, com base nos casos mais comuns entre corredores, os fabricantes conseguem atender às características anatômicas dos pés dos esportistas. No entanto, existem pessoas que fogem deste padrão. Estes casos devem ser avaliados por um fisioterapeuta, que poderá dar uma orientação mais adequada.

Por
Vinicius Cremasco
Startmove Assessoria Esportiva

Você também pode se interessar por:

Gestão Esportiva
Corrida x Hipertensão Arterial
Chegou ao limite? Provavelmente, não!
Mais um Gigante como parceiro...
18ª Volta à Ilha de Florianópolis