Correr ou sair correndo?

Correr está realmente caindo nas graças dos brasileiros, health a cada ano mais adeptos, viagra 100mg mais provas, mais equipamentos e mais pessoas buscando saúde, bem estar e qualidade de vida. Porém ao ingressar na modalidade ou mesmo os já habituados a correr, normalmente, mantêm uma mesma rotina diária de treinamento.

Essa repetitiva rotina de “treinamento” pode trazer inúmeras influencias negativas aos corredores, sejam eles iniciantes ou experientes.  Primeiro no que se refere ao aspecto psicológico: realizar o mesmo percurso, com a mesma duração e um mesmo esforço, pode desmotivar o praticante e incentivá-lo ao abandono da modalidade. Em seguida podemos contestar a rotina da corrida também pelo aspecto fisiológico: aplicando estímulos repetitivos (mesmo volume e mesma intensidade), não estaremos gerando adaptação no sistema músculo-esquelético ou cardiorrespiratório e, conseqüentemente, não teremos uma melhora da condição física. Para finalizar, ainda podemos avaliar essa rotina no âmbito das lesões: diversos pesquisadores destacam que inúmeras lesões esportivas ou cotidianas, são causadas por esforços repetitivos, ou seja, realizar repetitivas tarefas ou gestos motores por diversas vezes consecutivas.

E essa questão é facilmente resolvida por um profissional de Educação Física, preferencialmente com especialização em corrida, por meio da tão famosa “Periodização do Treinamento”, que nada mais é do que a correta distribuição das cargas de treinamento (distância, tempo, velocidade, freqüência cardíaca, recuperação, etc), de acordo com o objetivo e com a característica individual de cada aluno. Por meio da planilha de treinamento, o aluno poderá realizar um treinamento mais dinâmico variando o local e o percurso dos treinos, alterar a velocidade nos treinos intervalados ou fartleck, curtir a paisagem dando um refresco na intensidade durante os longões esaber a hora certa de descansar ou realizar o Cross Training (Alongamentos, Pilates, Musculação, Natação, etc).

Se você não realiza seus treinos planificados por um profissional da área ou por uma assessoria esportiva de confiança, já poderá o tornar mais prazeroso e eficaz  realizando:

  1. Um bom aquecimento antecedendo o treino principal (exercícios educativos, trabalho funcional, corridas em baixa intensidade, exercícios de maior mobilidade articular);
  2. Variação dos treinos durante a semana (um treino mais intenso e com menor distância, um treino de estabilidade com a velocidade e a distância parecida com a de seu objetivo, e, um treino longo com menor intensidade);
  3. Alongamento pós-treino (exercícios de moderada e baixa intensidade por aproximadamente 10 segundos para relaxamento da musculatura e para recuperar os níveis fisiológicos de repouso).

Pronto, agora você já entende a diferença entre correr e sair correndo! Torne seu treino mais dinâmico e divertido, alcance seus resultados com maior rapidez e segurança e evite lesões. Planifique agora seus treinos e boa corrida!

Texto originalmente publicado no Jornal O Dia SP de 01 de outubro de 2011.

Por
Sandro Rodrigues dos Santos
Startmove Assessoria Esportiva

Você também pode se interessar por:

Excelência em Corrida de Rua
Histórias pra contar...
Corrida Atitude Bosch - Vídeo Oficial
Musculação aplicada a corrida de rua
Resultados e Classificação - 2ª Corrida Atitude Bosch